Resenha – Seleção Brasileira de Rock (Galeria Olido, São Paulo, 31/08/13)

Uma gravação de DVD mais que especial, quando diversos músicos de sucesso liderados pelo guitarrista Maharaja tocaram cheios de técnica uma setlist impecável. Com a participação especial da SPHAERA ROCK ORCHESTRA, que encheu o som com sua música clássica eletrizante e Rafael Bittencourt (ANGRA), um dos maiores guitarristas do Brasil, a apresentação mostrou que música de graça também pode ter qualidade. Confira abaixo os principais destaques da apresentação.

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Fotos: Fernando Yokota.

Um público bastante pequeno estava presente no teatro da Galeria Olido em torno das 18 horas, quando a Seleção Brasileira entrou no palco para a primeira música. Com uma toada hebraica, a canção logo se encaixa com o tema do filme “Missão Impossível”: a técnica das guitarras arrancou palmas de diversos dos presentes.

Imagem

Imagem

Maharaja agradeceu a todos os presentes e especialmente a Secretaria de Cultura de SP, que tornou aquele show possível. O palco do teatro da Galeria Olido, apesar de não estar nem perto de ser um bom local para shows de rock – a iluminação não era boa para todo o palco, havia poucas variações, o som também tinha dificuldade para alcançar todo o local e houve problemas com os equipamentos – ainda assim foi uma grande conquista para a banda.

A música seguinte foi “A Nossa Paixão – O Futebol”. Puxada bastante para o futebol, agradou bastante o público. Como disse Maharaja, na sua apresentação, ela foi uma grande surpresa por ter sido tocada em todas as apresentações do Brasil na Copa das Confederações. “Um Mendicante”, em um estilo bastante voltado para os toques do blues, foi composta em um momento difícil da saúde de Maharaja: o guitarrista, ainda, não perdeu tempo em tecer comentários sobre o péssimo sistema de saúde brasileiro.

Imagem

Imagem

Outro destaque do show foi a música “Quero”, que foi coroada com um belíssimo solo de bateria de Gabriel Guilherme. O rapaz, com uma técnica apurada e uma velocidade incrível é sem dúvidas um dos novos prodígios brasileiros da bateria: não pode se espantar já que é premiado nos Estados Unidos. O solo emocionante era acompanhado por um refrão bastante empolgante, que levantou a plateia, sendo acompanhado por palmas de todos os presentes.

“Lord of the Universe” foi outro destaque impressionante. Cantada em sânscrito, ela destoou do resto do show com uma tocada bem leve. Claramente espiritual, ela sem dúvidas tocou na alma dos presentes.

Imagem

Imagem

A apresentação ficou ainda mais especial quando entrou no palco a SPHAERA ROCK ORCHESTRA e o convidado especial da noite, Rafael Bittencourt do ANGRA. Ambos tocaram sozinhos as músicas “Night Fly” e “Holding Back the Fire”. O destaque ficou para a voz de Rafael, em ótima sintonia com a música, e os emocionantes solos de guitarra. As músicas contaram com um acompanhamento de violinos constante, que deixou o som cheio e único. Sem dúvidas que a música clássica se mistura ao rock, e a SPHAERA é mais um ótimo exemplo disto.

Para finalizar o show, a SELEÇÃO BRASILEIRA voltou ao palco e todos juntos tocaram mais duas músicas: “O Sol de Minha Vida” e um bis de “A Nossa Paixão – O Futebol”. A primeira rendeu muitas palmas e a segunda, em um retorno, não podia ser comparada a primeira exibição no início do show: sem dúvidas a orquestra trouxe um toque maduro e uma animação impressionante.

Palmas e mais palmas não seriam o bastante para representar a ótima qualidade dos artistas presentes. Fica a pena realmente de que a divulgação não atraiu o público na noite de sábado, e esperamos que os resultados destes shows de divulgação tragam o apelo necessário para projetos tão inovadores e originais como as bandas presentes.

Imagem

Imagem

Seleção Brasileira de Rock é:
Seleção Brasileira de Rock é:
Maharaja – Guitarras, Violões, Harmonium, Tablas e Voz
Felipe Barros – Baixo
Juci Nascimento – Voz, Violões e Percussão
Gabriel Guilherme – Bateria e Percussão
Lucas W. Vargas – Teclados
Caio Ignácio – Percussão
Eduardo Avena – Percussão
Tiago Daniel – Saxofone
Izzy_GT – Programação
Rafael Bittencourt – Guitarra e Voz (convidado)

Sphaera Rock Orchestra é:
Alexey Kurkdjian – Direção Artística, Violino e Regência
Bebel Ribeiro – Flauta
Will Tomao – Clarineta
Lucas Raulino – Primeiro Violino
Luiz Gustavo Nascimento – Segundo Violino
Renato Rossi – Viola
Wagner Lavos – Violoncelo
Dougas DeFreitas – Contrabaixo
Rodrigo Luzzi – Bateria

Setlist:

1. Shemá Israel
2. Missão Impossível
3. A Nossa Paixão – O Futebol
4. Um Mendicante
5. Cadê os Ideais?
6. A Força do Amor
7. Esperanças
8. Pegou Pesado, Mandioca
9. Quero
10. Um Céu Azul
11. Did You Know?
12. Lord of the Universe
13. Verde
14. É Tão Fácil
15. Night Fly (Rafael Bittencout e Sphaera Rock Orchestra)
16. Holding Back The Fire (Rafael Bittencourt e Sphaera Rock Orchestra)
17. O Sol de Minha Vida (Seleção Brasileira de Rock, Rafael Bittencourt e Sphaera Rock Orchestra)
18. A Nossa Paixão – O Futebol (Seleção Brasileira de Rock, Rafael Bittencourt e Sphaera Rock Orchestra)

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Fonte: Em 31/08/2013 | Resenha – Seleção Brasileira de Rock (Galeria Olido, São Paulo, 31/08/13) http://whiplash.net/materias/shows/187382-selecaobrasileiraderock.html#ixzz2e5VTSoML

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s