Slipknot: para Joey Jordison o Black Sabbath não é nada sem Ward

A revista Metal Hammer do Reino Unido recentemente teve a oportunidade de conversar com o o baterista Joey Jordison (SLIPKNOT/SCAR THE MARTYR) e pediu para que ele desse suas opiniões sobre alguns assuntos, dentro do metal, que repercutiram este ano. Confira o que ele tem a dizer.

Sobre o AVENGED SEVENFOLD:

Jordison: “Honestamente, eu não tenho nenhum disco do Avenged Sevenfold e eu não ouvi o novo álbum. Eu li sobre as comparações com o METALLICA no novo álbum, e eu acho que existe uma certa controvérsia em torno disso, mas eu não presto atenção nisso. Nada contra eles, eu não quero desprezá-los, mas eu simplesmente nunca fui fã deles: não que seja ruim, eles são apenas uma daquelas bandas que eu meio que ignoro”.

Sobre o Metallica:

Jordison: “Essa banda é do caralho. Sem o Metallica, eu não estaria fazendo o que eu faço hoje. Eu tenho todos os discos do Metallica, é claro, e eu gostava de passar horas tocando bateria no porão da casa dos meus pais, com o aparelho de som atrás de mim, ouvindo os discos e aprendendo as batidas de Lars [Ulrich]. E hoje em dia, para mim, o Metallica pode fazer qualquer merda que eles quiserem. Talvez ‘Lulu’ não tenha agradado, mas na minha opinião, o Metallica tem passe livre para fazer qualquer coisa, eu realmente curto qualquer coisas que eles fazem. O LED ZEPPELIN e o THE WHO passaram a tocha para o Metallica, eles são a banda da nossa geração. Tudo o que eles fazem agora tem uma certa reação simplesmente porque eles são grandes, mas sem o Metallica não haveria bandas pesadas, dificilmente haveria. Tem gente que têm dificuldade em dizer isso, e, obviamente, existem uma tonelada de outras grandes bandas, mas tem uma razão para eles serem grandes e capazes de expandir a sua audiência para milhões e milhões de pessoas. Eu não tenho nada além do que elogios”.

Sobre o BLACK SABBATH:

Jordison: “O SABBATH só é SABBATH com Bill Ward. Sinto muito, é só. Bill Ward é um dos bateristas mais subestimados de todos os tempos – o cara é foda, surreal, é um grande, um grande músico. E eu simplesmente não consigo ver o Black Sabbath sem Bill Ward, porque ele era parte integral da banda. Ele é como o John Bonham e Keith Moon, um dos bateristas que criaram as partes de bateria dessas canções clássicas tão especiais, como riffs de guitarra ou vocais. Eu respeito o que os caras estão fazendo agora, mas sinto muito, não contem comigo”.

Fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/slipknots-joey-jordison-has…

Imagem

Fonte: Slipknot: para Joey Jordison o Black Sabbath não é nada sem Ward http://whiplash.net/materias/news_823/189147-slipknot.html#ixzz2gPHcCgfC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s